SÉRIE: Jogos Vorazes #1.
 EDITORA: Rocco.
 ANO: 2010.
 PÁGINAS: 397.

SINOPSE: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil.
 Continue lendo.



Jogos Vorazes foi: Uau! Fico sem fôlego só de lembrar!

Comprei a triologia faz algum tempo, acho que no mês passado. Mas estava esperando uma oportunidade melhor para lê-los, pois, sabia que iria devorá-los em questão de horas. E foi o que aconteceu. Comecei a lê-lo em uma noite (que tragédia!) e só fui dormir lá pelas 3 da madrugada, e assim que acordei já o peguei novamente. Enfim, foi uma leitura muito rápida e que me deixou tonta com tanta ação.

Nós sofremos com Katniss e todo o infortúnio que é viver no Distrito 12, onde as pessoas temem morrer de fome. Katniss perdeu o pai cedo e desde então é obrigada a carregar a mãe catatônica e a irmã mais nova nas costas. É uma excelente sobrevivente e caçadora, além de uma garota de personalidade forte e sagaz. Não confia em muitas pessoas, mas seu amigo e parceiro de caça Gale com certeza é um dos selecionados. Apesar da personalidade forte e carrancuda de Katniss, ela é uma pessoa de caráter. Não se esquece de uma dívida, muito menos uma tão singular quanto a que tem para com Peeta, um rapaz que quando garoto enfrentou a mãe para ajudar a família de Katniss.

Desde o início a ideia de Katniss ter de enfrentar Peeta nos jogos era aterrorizante pra mim. E mesmo que ela teimasse em desconfiar dele, como criatura difícil que ela é, eu não conseguia não gostar de Peeta, mesmo quando era sugerido que eu o fizesse. Toda a crueldade disfarçada (ou não) da Capital não parecia afetá-lo da mesma forma que afetava a Katniss. Ela era uma oponente muito mais perigosa por essa e por tantas outras razões, o que chamou a atenção de outros tributos para caçá-la. 

A narrativa é fascinante, e as descrições do ambiente nos deixam com tanto medo quanto os próprios personagens. É definitivamente um livro impossível de largar, a autora consegue deixar o leitor sem fôlego e atemorizado, como se estivesse tentando salvar a própria vida! Por mais que a personagem principal seja desconfiada e carrancuda, é difícil não torcer por ela com todas as suas habilidades e o seu imenso caráter.   E o mesmo acontece com alguns outros tributos, o que torna tudo ainda mais difícil. 

Enfim, a única coisa que me incomodou no livro foi a própria Katniss, simplesmente não gosto de personagens carrancudos, e ficar dentro da cabeça dela pra mim foi um pouco desgastante. Mas sei que fui a única a sentir isso e não me apedrejem em praça pública, por favor! Embora eu tenha que admitir que essa personalidade desconfiada e decidida, somada a outras habilidades da personagem fazem dela um tributo mais que voraz!

Já li Em Chamas também e em breve terá resenha, só está faltando a coragem pra ler A Esperança! hehe

Já li Em Chamas também e em breve terá resenha, só está faltando a coragem pra ler A Esperança! hehe 
xoxo


0 comentários:

O BLOG


Somos a Andressa e a Amanda (Táta) e estamos procurando deixar os bookaholics assim como nós cada vez mais por dentro do universo literário através de novidades e resenhas!

Followers

FOLLOW BY E-MAIL

ANDRESSA ESTÁ LENDO

TÁTA ESTÁ LENDO

LINK-ME


PARCEIROS

ARQUIVO

Tecnologia do Blogger.
.
.