SÉRIE: JOGOS VORAZES #2.
EDITORA: Rocco.
ANO: 2011.
PÁGINAS: 413.
SINOPSE:
Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações nos distritos dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado. A confusão na cabeça de Katniss não é menos do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Continue lendo.

Ao contrário de Jogos Vorazes, eu demorei pra completar a leitura de Em Chamas. Não que eu não estivesse gostando, mas é que depois daquele choque que Jogos Vorazes me deu, achei melhor ir devagar com esse. Não me arrependi, pude curtir bem mais Em Chamas, que pra mim foi melhor do que Jogos Vorazes.

Katniss agora não tem mais que se preocupar com a possibilidade de ela e sua família morrerem de fome. Mesmo assim parece que agora ela tem um problema mais exaustivo e que ocupa a sua mente boa parte do livro: manter sua família e amigos em segurança. Depois de ficar sabendo que o seu ato impensado pareceu para a capital e os outros distritos como na realidade um ato de rebelião, uma pergunta não para de girar em sua mente. Qual será o plano da capital para puni-la?

Eu acho que o que eu mais apreciei nesse livro foi a humanidade da Katniss. Agora ela não parece um robô que, por mais que faça o discurso para si mesma de que quer salvar a família, age egoistamente. Quem leu a resenha que fiz de Jogos Vorazes sabe que, por mais que o livro seja ótimo e eu tenha gostado, pra mim foi uma tortura ficar na cabeça de Katniss. Em Chamas foi muito mais humano e nós vemos agora mais claramente o afeto que Katniss nutre pelas pessoas que fazem parte de sua vida. 

A narrativa se arrasta no começo do livro, é verdade. Eu acho que esse não chega a ser um ponto negativo, mas tem um que eu não consegui deixar passar: o mimimi da Katniss para com o Gale e o Peeta. É quase insuportável ver como, quando ela está com Gale quer ficar com ele, mas não pode porque blablabla e; quando está com Peeta quer ficar com ele também, mas não pode porque “o que o Gale vai pensar e mimimi”. Felizmente começaram a aparecer problemas mais importantes pra ela se preocupar e eu consegui respirar aliviada.

A última parte do livro é surpreendente, tem muita ação e nós vemos toda a cena dos Jogos mudando drasticamente. Um personagem que, eu acho que não é surpresa pra ninguém, me agradou muito foi Finnick Odair. Um ótimo lutador (uhum). Não quero me aprofundar no assunto porque qualquer coisa que eu fale sobre as partes finais pode ser spoiler e eu não quero estragar a leitura daqueles que ainda não leram.
Em Chamas é uma continuação à altura e uma perfeita margem para o final da triologia. Recomendo!

Estou com essa resenha nos rascunhas desde agosto, eu acho, e vocês acreditam que eu ainda não criei coragem para ler A Esperança?
xoxo


0 comentários:

O BLOG


Somos a Andressa e a Amanda (Táta) e estamos procurando deixar os bookaholics assim como nós cada vez mais por dentro do universo literário através de novidades e resenhas!

Followers

FOLLOW BY E-MAIL

ANDRESSA ESTÁ LENDO

TÁTA ESTÁ LENDO

LINK-ME


PARCEIROS

ARQUIVO

Tecnologia do Blogger.
.
.